Filme da Semana | Martyrs

Compartilhe

I’m back BITCHES! o/ Aee caraio! Vamos falar de MARTHYRS remake estadunidense do “fucking” clássico Martyrs francês de 2008. Dirigido pelos irmãos Goetz, que são estreantes na arte e produzido pela veterana Blumhouse, responsável aí por Invocação do Mal, Annabelle e a franquia The Purge, de respeito vai.

Primeiramente, o diretor já deixou bem claro que a sua versão do filme não vai ser tão violenta quanto a versão francesa, o que é uma pena. SHAME ON YOU Goetz! O espetacular do filme francês é a magnitude da violência. Quando o vi, muitos anos atrás, aficionado por listas de filmes mais assustadores e tal, Marthyrs sempre encabeçou as listas – na época – ao lado de clássicos como Irreversible (2002) e A Morte do Demônio (1981). Não dava nada pra bagaça até ver o filme.

Manos, Martyrs foi o pior filme da minha vida, no bom sentido. Já que falamos de filmes de terror os piores sempre serão os melhores. O clima construído no filme é absurdo e até hoje quando lembro dele ou vejo alguma das cenas sinto asco. Você passa o filme todo desejando que a mina morra pra que acabe logo a porra da tortura! E nunca acaba… E eles sempre encontram uma forma pior de fazer a mina sofrer. É um suspense psicológico do cacete, que exige muito estômago pra terminar de assistir.

martyrs - beconerd - filme da semana
Martyrs (2008) – Séloko

A proposta do de 2008 é fazer a pessoa sofrer tanto ao ponto dela virar um mártir, no sentido religioso da palavra, através desse sofrimento a pessoa pode ver e sentir o que vem depois da morte, ela chega ao estado de nirvana e etc. Já nesse de 2016 a sinopse: Duas mulheres são sequestradas e caem nas mãos de um grupo de fanáticos que acreditam no poder do martírio e do sacrifício. Eles julgam que novos conhecimentos podem ser obtidos através da tortura aplicada às duas, submetendo-as aos atos de violência mais cruéis. Quando finalmente escapam, elas buscam vingança.

O trailer nem é ruim, mas a ideologia do diretor me brocha. Tem que fazer o filme fodidão mesmo! A proposta pareceu a mesma e ele tem aquele quê de filme independente com orçamento baixo, na trivia do IMDB eles informam que o filme foi gravado em menos de 20 dias! E tem classificação indicativa de não recomendável para menores de 18 anos.

Norte americanos tem essa mania de dar o troco sempre, o que não acontece no filme francês. Pra mim enfraquece a parte perturbadora do filme, mas é o único que tá valendo a pena essa semana! Pra quem não quiser, saiu releases e legendas tops de The Witch nos torrents da vida! Vou deixar o trailer do filme francês também. Mas deixo bem claro, só de pensar em assistir, já estava com repulsa.

PS. Martyrs (2008) é um filme proibido no Brasil, e nunca chegou até os cinemas daqui. Tem uma versão completa dele no Youtube. Até o momento eu ainda não dei play no trailer. Aff. o trailer é fracão.

Até mais!